Brasília, 16 de Outubro de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

BRASIL EM CRISE
Focus estima que inflação de 2017 fique abaixo de 3% 25.09.2017

 Brasília -- O mercado financeiro cortou novamente as projeções para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e passou a estimar uma taxa abaixo de 3% para este ano, conforme o Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC). No levantamento de hoje, a mediana das cerca de cem instituições que alimentam o boletim Focus mostra redução da expectativa de 3,08% para 2,97%.

Em um prazo mais longo, os analistas também reduziram as previsões e calculam agora IPCA próximo de 4% de alta. Para os próximos 12 meses, a projeção saiu de 4,07% para 3,94% de avanço e, para o fim de 2018, passou de 4,12% para 4,08% de alta.
 
A onda de revisões ocorre em função das reiteradas surpresas positivas que os índices de inflação vêm apresentando nos últimos meses. Na semana passada, a prévia do IPCA de setembro desacelerou de 0,35% para 0,11%.
 
Entre os bons números que o indicador trouxe está a deflação de 2,21% em alimentos e bebidas em 12 meses -- a mais intensa desde o início do Plano Real, em 1994. Para o indicador fechado em setembro, a projeção mediana agregada do Focus foi de 0,23% para 0,12% de elevação.
 
Também na semana passada, o BC divulgou o Relatório Trimestral de Inflação no qual estima inflação pelo IPCA de 3,2% neste ano e amenizou, por exemplo, a preocupação com a pressão inflacionária que pode ocorrer devido às incertezas na realização das reformas.
 
Embora algumas instituições já vejam a possibilidade da Selic cair abaixo de 7%, o Focus manteve para este ano e para o próximo a projeção para a taxa de juros neste patamar.
 
O grupo das instituições que mais acertam as projeções, o chamado Top 5, reduziu novamente a estimativa para o aumento do IPCA em 2017, de 2,84% para 2,81%. Para 2018, a previsão foi de 4,14% para 4,09%. No caso da Selic, o Top 5 manteve a estimativa em 7% para 2017 e em 7,25% para 2018.
 
Os analistas elevaram novamente a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país neste e no próximo ano. De acordo com o boletim Focus, a estimativa para 2017 passou de 0,60% para 0,68%; em 2018, a expectativa é de uma expansão de 2,3%, em vez de 2,2%. Há quatro semanas, os economistas calculavam avanço de 0,39% e 2%, respectivamente.
 
Com Valor


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENT√?RIOS (0)  

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

12-10-2018 Eleição da crise
10-10-2018 Porandubas Políticas
02-10-2018 Toffoli mantém proibição de entrevista de Lula na prisão
28-09-2018 Os economistas
26-09-2018 Porandubas Políticas
19-09-2018 Porandubas Políticas
VEJA MAIS

16-10-2018 O trunfo é paus
16-10-2018 Rejeição a Haddad chega a 47%, aponta Ibope
15-10-2018 A nova estratégia populista
16-10-2018 Bolsonaro tem 59% e Haddad 41% na pesquisa Ibope
14-10-2018 Bolsonaro aceita debater com Haddad sem apoio de Lula

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152