Brasília, 20 de Fevereiro de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

CORRUPÇÃO
Delator mostra roteiro de propina de Gleisi Hoffmann 28.10.2017
Lula Marques/Agência PT
Gleisi recebeu propina de R4 1 milh√£o

Brasília - A senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, é o alvo de um vídeo da Polícia Federal cuja existência foi revelada nesta sexta-feira pela revista Veja. Segundo o texto publicado no site, que serve de chamada para a reportagem completa, que saiu na edição impressa, o vídeo reconstrói o “roteiro” seguido pelas supostas propinas pagas à senadora.

Gleisi, que tem sido acusada junto com seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, de receber R$ 1 milhão em dinheiro ilícito para sua campanha eleitoral, rechaça qualquer irregularidade e nega ter recebido propinas. A senadora responde a um inquérito no STF.

No vídeo, que tem trechos divulgados pelo site da revista, um investigador, acompanhado do advogado Antônio Carlos Pieruccini, “percorreu as ruas de Curitiba para mostrar como fez chegar à senadora quatro pacotes de R$ 250 mil cada, derivados do esquema de subornos montado na Petrobras”, diz o texto.

No vídeo, o advogado, que fez delação premiada, vai com o agente aos locais onde entregou quatro pacotes de R$ 250 mil cada, além de dar detalhes sobre o que conversava quando contava o dinheiro da senadora, afirma a revista.

Os pacotes teriam sido entregues ao empresário Ernesto Kugler. Em uma das vezes, por exemplo, o pagamento teria sido feito no PolloShop. Na segunda, num escritório. O terceiro trecho mostra o delator apontando um prédio onde moraria Kugler, perto do Shopping Curitiba. O quarto pagamento teria sido feito no apartamento do delator.

A senadora disse, na época da denúncia recebida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que ficava triste com o fato e que não havia cometido crimes. Disse ainda que os investigadores da Lava Jato atuam como “justiceiros”.

Defesa

Nesta sexta, com a divulgação do vídeo, a defesa da senadora emitiu uma nota para a imprensa:

“A reportagem faz menção a vídeo produzido há mais de um ano por um controvertido investigado da Lava-Jato. Nesse vídeo, que já foi desautorizado por testemunhas e outros pretensos colaboradores, Pieruccini não é confrontado sobre aspectos centrais a respeito da falsa narrativa que embasou seu acordo de delação. Portanto, trata-se de história baseada em vídeo antigo, precário e totalmente desmentido ao longo da instrução da ação penal.

Ao contrário do que sugere a reportagem, está claro nos autos que esse pretenso “colaborador da Justiça” mentiu com único propósito de obter imunidade penal em outros casos.

A defesa confia na absolvição da Senadora”.

Confira o vídeo de Veja.

Com agências


Um vídeo produzido pela Polícia Federal reconstituiu quatro crimes sequenciais de corrupção e será usado pela Procuradoria-Geral da República como prova contra a senadora Gleisi Hoffmann, atual presidente do PT. Acompanhado por um investigador, o advogado Antônio Carlos Pieruccini percorreu as ruas de Curitiba para mostrar como fez chegar à senadora quatro pacotes de dinheiro derivados do esquema de subornos montado na Petrobras. No vídeo, o advogado, que fez delação premiada, vai com o agente aos locais onde entregou quatro pacotes de 250 mil reais cada, além de dar detalhes sobre o que conversava quando contava o dinheiro da senadora. Leia mais em VEJA desta semana. Neste link você tem mais informações. 



ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENT√?RIOS (0)  

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

03-02-2018 A construção do mito
31-01-2018 PT abre a campanha
20-01-2018 A velha esquerda
17-01-2018 Porandubas Políticas
17-01-2018 Lula ataca presidente do TRF-4 e o juiz Moro
12-01-2018 Porandubas Políticas
VEJA MAIS

19-02-2018 Focus indica crescimento do PIB em 1,04% em 2017
19-02-2018 Guerra declarada
19-02-2018 Ministro da Justiça descarta intervenção no Ceará
19-02-2018 C√Ęmara deve votar hoje o decreto de interven√ß√£o no Rio
18-02-2018 √öltima chance do Rio, sorte grande do governo Temer

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152