Brasília, 12 de Dezembro de 2017
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV CâĘmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

LAVA JATO
Ex-governadores Garotinho e Rosinha s√£o presos 22.11.2017
Divulgação
Garotinho e Rosinha presos

Rio - Agentes da Polícia Federal prenderam, na manhã desta quarta-feira (22) os ex-governadores do Estado do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Matheus. A prisão tem relação com a delação de Ricardo Saud, da JBS. Ao todo, foram expedidos 9 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão pelo juiz eleitoral de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Segundo a PF, a ação apura os crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais.

Em depoimento, Ricardo Saud diz que fez os pagamentos para o Partido Republicano (PR) em troca do apoio do partido à chapa Dilma-Temer, em 2014. Segundo o empresário, o contato era feito com o senador Antônio Carlos e o repasse para a sigla foi de R$ 36 milhões entre doação oficial dissimulada, uso de notas fiscais frias e propina paga em espécie.

De acordo com Saud, ele se encontrou com o senador ou com emissários "não menos que 10 vezes" em locais marcados ou na própria sede da JBS, em São Paulo.

Rosinha foi levada para a sede da Polícia Federal em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Garotinho estava no apartamento dele no Flamengo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, quando foi detido. A polícia ainda não informou se ele vai ser levado para Campos ou se a ex-governadora Rosinha vai ser levada para a capital.

Segundo a Polícia Federal, durante as investigações, foram identificados elementos que apontam que uma grande empresa do ramo de processamento de carnes firmou contrato fraudulento com uma empresa sediada em Macaé para prestação de serviços na área de informática.

Ainda segundo a PF, há suspeita que os serviços não eram prestados e que o contrato, de aproximadamente R$ 3 milhões, serviria apenas para o repasse irregular de valores para utilização nas campanhas eleitorais.

Outros empresários também informaram à PF que o ex-governador cobrava propina nas licitações da prefeitura de Campos, exigindo o pagamento para que os contratos fossem firmados.

Delação

A delação Ricardo Saud (JBS) detalha os repasses ao PR para apoio do partido à candidatura Dilma/Temer à presidência por R$ 36 milhões. O valor foi pago, segundo Saud, através de doações dissimuladas de doação oficial, notas fiscais frias e propina em espécie.

"Eu não posso afirmar para o senhor que custou R$ 36 milhões. o Primeiro veio para a gente R$ 20 milhões. Quando deu o alvoroço todo da Odebrecht, que a Odebrecht não ia pagar, tanto o senador Antônio Carlos, quanto o Ciro vieram falar: Tem como vocês pagarem R$ 40 milhões? Eu disse: "Isso não é comigo, vocês vão lá, conversam com o Edinho, eu vou lá, converso com meu chefe, Joesley, e a gente vê o que pode fazer", afirma Saud, que diz que tratava com o então senador Antonio Carlos Rodrigues, presidente do PR.

Suledil Bernardio, que foi secretário de Governo da Prefeitura de Campos durante a gestão de Rosinha, também é alvo da operação. Os agentes fizeram buscas na casa do ex-secretário e ele foi levado para a sede da polícia federal em Campos.

A defesa dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho informou que só se pronunciará quando tiver acesso aos documentos que embasaram os mandados de prisão, o que ainda não aconteceu.

Outro lado

Em nota oficial, o ex-governador Anthony Garotinho atribui a operação de hoje a mais um capítulo da perseguição que diz estar sofrendo. Garotinho afirma ainda que nem ele nem nenhum dos acusados cometeu crime algum. A nota ainda reforça que essa operação à qual Garotinho e rosinha respondem não tem relação alguma com a Lava Jato.

Os presos serão encaminhados ao sistema prisional do Estado, onde permanecerão à disposição da Justiça. Garotinho já tinha sido preso na Operação Chequinho da PF, que investiga um esquema de troca de votos envolvendo o programa social Cheque Cidadão, na eleição municipal do ano passado.

Com agências 



ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENT√?RIOS (0)  

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
CONTE√öDO RELACIONADO

01-12-2017 Caixa de pandora
30-11-2017 Justiça solta Rosinha e mantém Garotinho na prisão
26-11-2017 Garotinho alega agress√£o e desiste de Benfica
26-11-2017 Restaurantes do Rio forneciam alimentos para políticos presos
23-11-2017 TRF-2 manda Adriana Ancelmo de volta para a pris√£o
22-11-2017 Ex-governadores Garotinho e Rosinha s√£o presos
VEJA MAIS

12-12-2017 Comissão apura farra aérea de seis ministros
12-12-2017 Justi√ßa aceita den√ļncia e "homem da mala" vira r√©u
11-12-2017 Conversão tem preço
11-12-2017 O poder corrompe?
11-12-2017 Petrobras cobra devolução de R$ 1 milhão de Gleisi

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152