Brasília, 13 de Dezembro de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

CORRUPÇÃO
Lava Jato j√° bloqueou US$ 377,5 milh√Ķes no exterior 25.02.2018
Reprodução
Dinheiro est√° voltando ao Brasil

Brasília - As investigações da Operação Lava Jato resultaram, nos primeiros meses de 2018, no bloqueio de mais de US$ 44 milhões que estavam no exterior, em contas em bancos suíços, informou o Ministério da Justiça (MJ). Os valores bloqueados são resultado de cooperação jurídica internacional entre o ministério e o governo suíço, por meio do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI).

A repatriação dos recursos ainda não ocorreu. Isso só vai acontecer, conforme nota do Ministério da Justiça, "após o trânsito em julgado das ações condenatórias penais na Justiça brasileira ou após a concordância dos réus em dispor desses ativos mantidos no exterior, nos casos que envolvem acordos de colaboração premiada".

De 2014 até fevereiro de 2018, em razão das investigações da Lava Jato, foram bloqueados US$ 377,5 milhões no exterior em razão do acordo de cooperação jurídica internacional. Desse valor, US$ 135 milhões já voltaram ao Brasil.

Tributos

O subsecretário de fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins, afirmou que, do ponto de vista tributário, a Operação Lava Jato caminha para o fim. Segundo ele, desde o início, o Fisco já autuou R$ 17,1 bilhões em impostos sonegados dentro da investigação de corrupção. Apenas em 2017, foram R$ 5,5 bilhões.

"Do ponto de vista tributário, sim (está chegando ao fim). E também do ponto de vista penal. Tanto na força tarefa que a Receita Federal participa em Curitiba quanto em Brasília, os objeto-alvo já estão selecionados, faltam detalhes para concluir os procedimentos."

Até 2017, foram 2413 contribuintes autuados pela Receita dentro da Lava-Jato. Destes, 728 são pessoas físicas e 1.685 são pessoas jurídicas.

Para 2018, o objetivo da Receita é concluir 880 ações fiscais em aberto. Preliminarmente, a estimativa é que essas ações representem R$ 3,36 bilhões em créditos tributários. Para o subsecretário, o órgão já está “maduro” dentro da investigação. Segundo ele, a Receita já identificou quais são as estratégias e o “modus operandi” dos investigados.

"O modus operandi da Lava Jato é o mesmo, o pagamento disfarçado por empresas noteiras que vai seguir um caminho até chegar a pessoas físicas", explicou Martins

"A equipe já mapeou tudo, já descobriu qual é o trâmite da fraude. Chegamos numa maturidade em que conhecemos melhor os procedimentos", emendou o coordenador-geral de fiscalização substituto, Jordano Nobriga.

Com agências

 



ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENT√?RIOS (0)  

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

12-12-2018 Porandubas Políticas
10-12-2018 O bombardeio sobre o Supremo
10-12-2018 Lava Jato prende prefeito de Niterói por corrupção
11-12-2018 O supremo desgaste da Suprema Corte
07-12-2018 Ex-assessor de Fl√°vio Bolsonaro movimentou R$ 1,2 milh√£o
06-12-2018 Aprovação a Bolsonaro sobe, aponta pesquisa da Ipsos
VEJA MAIS

13-12-2018 C√Ęmara Legislativa vota or√ßamento de R$ 42 bilh√Ķes
13-12-2018 PF faz buscas no Ministério do Trabalho para apurar desvios
12-12-2018 Porandubas Políticas
12-12-2018 Comiss√£o da C√Ęmara aprova fim do foro privilegiado
12-12-2018 Caciques tucanos perdem paciência e querem Aécio fora

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152