Brasília, 20 de Setembro de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

DANÇA DAS CADEIRAS
Occhi assume Sa√ļde e inicia mudan√ßa na Esplanada 01.04.2018
Divulgação
Gilberto Ochi abre a temporada de mudança

Brasília - Depois de vários dias de impasse, foi definida neste sábado (31) a sucessão no Ministério da Saúde. O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, assumirá o posto, hoje ocupado pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR), que deixa o cargo para concorrer a um novo mandato na Câmara dos Deputados. A transmissão do cargo ocorre na segunda-feira (2), às 10h30.

A negociação foi feita entre o presidente Michel Temer e o presidente do PP, senador Ciro Nogueira. Conforme Nogueira, o atual vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, assume a presidência do banco estatal.

Ligado ao PP, Occhi vinha sendo cotado para a Saúde havia dias. A transferência do cargo estava marcada para semana passada, mas na última hora a indicação foi suspensa, diante do receio de que, com a transferência, o partido perdesse o comando da Caixa. As negociações continuaram e, neste sábado, as trocas foram confirmadas.

A indefinição sobre a chefia do Ministério da Saúde e da Caixa tem como pano de fundo a própria sucessão presidencial. Há duas semanas, Temer havia sinalizado o desejo de receber um apoio mais explícito do PP à sua candidatura à Presidência. O jogo mudou, no entanto, na última quinta-feira, depois da Operação Skala, que apura supostos benefícios no setor portuário e prendeu amigos do presidente, como o advogado José Yunes e o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho.

Diante desse quadro, a busca por apoios ao governo teria se tornado mais urgente ao presidente do que a montagem de alianças por sua reeleição. Há a possibilidade de a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentar uma nova denúncia contra Michel Temer, a terceira em menos de um ano, desta vez com base no inquérito que investiga suposto recebimento de propina pelo presidente e aliados dele em troca de benefícios a operadoras de terminais portuários com o Decreto dos Portos, editado por Temer em 2017.

Caso a PGR denuncie o emedebista, caberá à Câmara decidir se a acusação pode ser analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As duas denúncias anteriores contra o presidente, ambas apresentadas pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot no âmbito da delação premiada do Grupo J&F, foram barradas pelos deputados em 2017 e suspensas até que Michel Temer deixe a Presidência.

Dança das cadeiras

Além de Gilberto Occhi na Saúde, Valter Casimiro Silveira foi confirmado pelo Planalto como novo titular do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Casimiro substituirá o ministro Maurício Quintella Lessa, que também deixará o cargo para concorrer nas eleições de outubro.

Todos os ministros que quiserem disputar as eleições deste ano têm até o dia 7 de abril para deixarem seus cargos, na chamada desincompatibilização.

Ainda devem deixar o governo o ministro do Turismo, Marx Beltrão, e da Educação, Mendonça Filho. Também exista a expectativa sobre a saída do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra; de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; da Integração Nacional, Helder Barbalho; e do Esporte, Leonardo Picciani.

Com agências 



ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENT√?RIOS (0)  

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

18-11-2017 Processo lento
14-11-2017 Reforma atingirá 17 ministérios, revela Jucá
13-11-2017 Bruno Ara√ļjo √© 1¬ļ tucano a deixar governo Temer
12-11-2017 Políticos articulam projetos para barrar combate à corrupção
07-11-2017 Governo admite não ter votos para reforma da Previdência
19-12-2016 Temer planeja reforma ap√≥s elei√ß√Ķes na C√Ęmara e Senado
VEJA MAIS

20-09-2018 Para o Datafolha, Dória tem 26% seguido de Skaf com 22%
20-09-2018 Datafolha: Bolsonaro com 28%, Haddad 16% e Ciro com 13%
19-09-2018 Carta de Lula ao General Mour√£o
19-09-2018 Porandubas Políticas
19-09-2018 Eliana Pedrosa lidera corrida ao Buriti com 22%

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152