Brasília, 19 de Dezembro de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

CORRUPÇÃO
Juiz aceita denúncia contra amigos de Temer 10.04.2018
Divulgação
José Yunes é velho amigo de Temer

Brasília - O juiz federal Marcus Vinicius Reis, da 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília, aceitou nesta segunda-feira (10) denúncia por organização criminosa contra o advogado José Yunes, ex-assessor da Presidência, e o coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho, amigos do presidente Michel Temer.

 
Os dois foram acusados de integrar um grupo de integrantes do MDB que, segundo o Ministério Público Federal, formou um núcleo político para cometer crimes contra empresas e órgãos públicos. A suposta organização criminosa ficou conhecida como "quadrilhão do MDB".
 
A defesa de João Baptista Lima Filho informou que só irá se manifestar após ter acesso ao inteiro teor da denúncia.
 
O presidente Michel Temer não quis comentar.
 
A reportagem não conseguiu contato com José Yunes.

"Quadrilhão"
 
A denúncia contra o "quadrilhão do MDB" foi originalmente apresentada em setembro do ano passado pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF).
 
À época, foram denunciados o presidente Temer, os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco e os ex-deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), Henrique Eduardo Alves (MDB-RN), Geddel Vieira Lima (MDB-BA) e Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), todos presos pela Polícia Federal.
 
Nos casos de Temer, Padilha e Moreira Franco, que têm foro privilegiado devido à condição de presidente e ministros, o caso ficou no STF, mas o processo está suspenso porque a Câmara dos Deputados não deu autorização para que tivesse continuidade.
 
Já os casos dos demais denunciados, que não têm foro, tramitam na primeira instância da Justiça Federal.
 
Inicialmente, os nomes de José Yunes, coronel Lima e do doleiro Lúcio Funaro não constavam da denúncia. Eles foram incluídos no rol de denunciados no dia 21 de fevereiro deste ano, por meio de um aditamento feito pelo MPF.
 
Com agências


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENTÃ?RIOS (0)  

Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

29-11-2018 Mourão anuncia intensificação das privatizações
08-11-2018 PF investiga repasse de R$ 4 milhões a Romero Jucá
24-10-2018 Ministro Barroso mantém o indiciamento de Temer
17-10-2018 PF indicia Temer e filha por corrupção e lavagem
14-08-2018 À direita, volver
17-07-2018 O declínio dos medalhões da política
VEJA MAIS

18-12-2018 CNJ restringe o pagamento de auxílio-moradia a juízes
17-12-2018 Guedes quer reduzir em 50% repassses ao sistema S
17-12-2018 Maia é contra fatiar votação da reforma da Previdência
17-12-2018 Bolsonaro faz quarta-feira reunião com os 22 novos ministros
17-12-2018 A identidade de bolsonaro

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152