Brasília, 27 de Junho de 2019
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

LAVA JATO
MPF quer que Turma do STJ julgue recurso de Lula 00.00.0000
Divulgação
Lula está preso em Curitiba

Brasília - O Ministério Público Federal se mostrou favorável ao julgamento, pela 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, de um recurso apresentado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que pede a absolvição do ex-presidente no caso do tríplex, da Operação Lava Jato.

No parecer publicado nesta quinta-feira (27), assinado pela subprocuradora-geral da República Aurea Lustosa Pierre, o MPF defende que o recurso de Lula seja levado ao colegiado (isto é, para a 5ª Turma do STJ, composta por cinco ministros) para "assegurar a participação da defesa".

O recurso foi apresentado no dia 3 de dezembro ao STJ e contesta uma decisão monocrática do ministro Felix Fischer, da própria Corte. No dia 23 de novembro, Fischer julgou sozinho - e negou - um recurso dos advogados de Lula que pedia a absolvição ou a anulação do processo do tríplex.

Em seu parecer, no entanto, a subprocuradora não analisou o mérito do recurso - isto é, ela não fez nenhum juízo de valor sobre a legalidade dos pedidos apresentados pela defesa de Lula. Esta análise caberá, agora, à 5ª Turma do STJ.

O presidente da 5ª Turma, ministro Reynaldo Soares da Fonseca, é quem define a pauta do colegiado. Não há prazo para que o colegiado analise o recurso. O Judiciário está em férias e só retoma os trabalhos em 1º de fevereiro de 2019.

Lula foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão, em regime fechado, pelos crimes de lavagem de dinheiro (8 anos e 4 meses) e corrupção passiva (3 anos e 9 meses) no caso do tríplex do Guarujá (SP), da Operação Lava Jato. O ex-presidente cumpre pena desde abril deste ano na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

O petista é acusado de ter sido beneficiado com o imóvel pela empreiteira OAS, que seria uma forma de propina em troca de três contratos firmados pela empresa com a Petrobras. A defesa de Lula nega as acusações e diz que não há provas dos crimes imputados a ele.

Com Folha de S.Paulo 



ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENTÃ?RIOS (0)  

Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

26-06-2019 Governo investiga trãfico de droga em aviâo da Presidëncia
26-06-2019 Senado aprova projeto contra abuso de autoridade
26-06-2019 Porandubas Políticas
26-06-2019 Maia quer votar reforma na Câmara antes do recesso
25-06-2019 Bolsonaro recua e revoga seu decretro sobre armas
25-06-2019 Presidente do BC reconhece frustração com juros bancários
VEJA MAIS

26-06-2019 Governo investiga trãfico de droga em aviâo da Presidëncia
26-06-2019 Senado aprova projeto contra abuso de autoridade
26-06-2019 Porandubas Políticas
26-06-2019 Maia quer votar reforma na Câmara antes do recesso
25-06-2019 Bolsonaro recua e revoga seu decretro sobre armas

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152