Brasília, 24 de Setembro de 2019
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

INVESTIGAÇÀO
Justiça quer documentos da Receita sobre Flavio Bolsonaro 18.05.2019
Wilson Dias/Agência Brasil

 Rio de Janeiro – De acordo com informações divulgadas hoje no Portal G1, por determinação da Justiça do Rio, a Receita deverá enviar ao Ministério Público do Rio todas as notas fiscais emitidas, entre 2007 e 2018, em nome do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, seu ex-assessor Fabrício Queiroz e outras sete pessoas.

Segundo estas informações do G1, o juiz Flávio Itabaiana Nicolau de-cidiu ampliar as quebras de sigilo bancário e fiscal dos suspeitos de integrar uma organização criminosa que atuaria no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Hoje senador, Flávio Bolsonaro nega as irregularidades.
 
O Ministério Público alega que com essa determinação poderá desco-brir quais mercadorias e serviços que foram pagos pelo grupo. Além de Flavio e seu ex-assessor, são alvos da nova medida a mulher de Flávio, Fernanda Bolsonaro, uma empresa do senador e cinco paren-tes de Queiroz.
 
A investigação sobre o senador aponta indícios de que um esquema no gabinete que o então deputado estadual pelo Rio de Janeiro tinha “clara divisão de tarefas” para desviar recursos públicos. Promotores afirmam ainda que o ex-motorista Fabrício Queiroz tentou assumir a responsabilidade sozinho “para desviar o foco”.
 
Um relatório do MP diz que vários ocupantes de cargos comissionados, nome-ados por Flávio Bolsonaro, transferiam recursos para a conta corrente de Fa-brício Queiroz ou recebiam transferência bancária da mesma conta.
 
Ainda segundo o MP, há indícios de lavagem de dinheiro com imóveis. De acordo com os investigadores, Flávio Bolsonaro investiu R$ 9,4 milhões na com-pra de 19 salas e apartamentos na Zona Sul e na Barra da Tijuca, no Rio, entre 2010 e 2017. No período, ele teria lucrado mais de R$ 3 milhões nas transa-ções imobiliárias.
 
Em nota, o senador Flávio Bolsonaro nega as informações sobre seu patrimô-nio
 
"Não são verdadeiras as informações vazadas na revista Veja acerca de meu patrimô-nio. Continuo sendo vítima de seguidos e constantes vazamentos de informações contidas em processo que está em segredo de justiça.
 
Os valores informados são absolutamente falsos e não chegam nem perto dos valores reais. Sempre declarei todo meu patrimônio à Receita Federal e tudo é compatível com a minha renda.
 
Tenho meu passado limpo e jamais cometi qualquer irregularidade em minha vida. Tudo será provado em momento oportuno dentro do processo legal. Apenas lamento que algumas autoridades do Rio continuem a vazar ilegalmente à imprensa informações sigilosas querendo conduzir o tema publicamente pela imprensa e não dentro dos autos".
Com Porta G1
 


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENTÃ?RIOS (0)  

Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

23-09-2019 Salles diz que Brasil deve receber por serviços ambientais
23-09-2019 Mourão vê guerra das forças policiais contra narcotráfico
23-09-2019 Ministra diz que Brasil aumenta produtividade com preservação
22-09-2019 Horrores, obscurantismo
20-09-2019 Sancionada a Lei da Liberdade Econômica contra a burocracia
20-09-2019 José Barroso Tostes será o novo Secretário da Receita Federal
VEJA MAIS

23-09-2019 A baixeza humana
23-09-2019 Salles diz que Brasil deve receber por serviços ambientais
23-09-2019 Contas externas apresentam deficit de US$ 4,27 bilhões
23-09-2019 Mourão vê guerra das forças policiais contra narcotráfico
23-09-2019 Mais um réu tenta reverter condenação na Lava Jato

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152