Brasília, 28 de Março de 2020
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas

Anuncie Aqui

CORONAVÍRUS
Vírus se espalha por todos os continentes e por 45 países 27.02.2020
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ministro da Saúde, Luiz Mandetta, prepara início da vacinação contra gripe em todo o país

 Lisboa - O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou hoje que a epidemia do novo coronavírus entrou em um "ponto decisivo", apelando aos países para agirem rapidamente para conter este vírus "muito perigoso".

 
A epidemia, descoberta em dezembro em Wuhan, na China, contaminou mais de 78,6 mil pessoas naquele país, das quais 2,7 mil morreram.
 
De acordo com Tedros Adhanom Ghebreyesus, a grande preocupação da organização atualmente é "o que se passa no resto do mundo", com mais de 3.470 casos em 45 países.
 
"As provas de que dispomos mostram que não parece haver uma transmissão comunitária generalizada", disse em conferência de imprensa.
 
"Estamos em um momento decisivo", declarou, sublinhando que nos últimos dois dias o número diário de novas pessoas infectadas pelo Covid-19 no mundo é superior ao registrado na China.
 
Sete países registram primeiro caso
 
Por outro lado, ao longo das últimas 24 horas, sete países, entre os quais o Brasil e a Noruega, registraram o primeiro caso da doença.
 
"Se agirem de forma agressiva agora, podem conter o vírus. O meu conselho é agir rapidamente", acrescentou.
 
"As epidemias no Irã, na Itália e na Coreia do Sul mostram do que este vírus é capaz", disse, frisando que estes países enfrentam focos de pneumonia viral.
 
Ao mesmo tempo, destacou o diretor da OMS, "vários países não assinalam casos há mais de duas semanas", como a Bélgica, o Camboja, a Índia, a Rússia e o Vietnam.
 
O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de 2,8 mil mortos e mais de 82 mil pessoas infectadas, de acordo com dados reportados por 48 países e territórios.
 
Das pessoas infectadas, mais de 33 mil se recuperaram.
 
Brasília 
 
 A Secretária de Saúde do Distrito Federal informou na manhã desta quinta-feira (27) que Brasília monitora cinco casos suspeitos de infecção pelo novo coronavirus, o Covid-19. Três estão internadas e duas em isolamento domiciliar. O resultado dos exames para o novo coronavírus deve sair até o final da tarde de hoje.
 
Segundo o Secretário Adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares Mendes, entre o mês de janeiro até agora foram notificados 22 casos suspeitos de infecção pelo Covid-19, dos quais 17 foram descartados pois não se enquadravam no perfil da doença. Dos cinco casos que não foram descartados, quatro tiveram passagem pela Itália e um pela Austrália.
 
Primeiro caso no Brasil
 
Ontem, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de infecção pelo Covid-19 no Brasil. Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) e teve resultado positivo no exame laboratorial. Ele está em isolamento domiciliar.
 
Com 11 casos suspeitos, São Paulo é o estado com maior número de suspeitas de infecção. Os demais casos foram registrados nos estados da Paraíba (1), de Pernambuco (1), do Espírito Santo (1), de Minas Gerais (2), do Rio de Janeiro (2) e de Santa Catarina (2), totalizando 20 casos.
 
São Paulo 
 
São Paulo é o estado com o maior número de casos suspeitos de infecção pelo coronavírus (Covid-19), com 11 casos, conforme a atualização divulgada nessa quarta-feira (26) pelo Ministério da Saúde. Os demais casos foram registrados nos estados da Paraíba (1), de Pernambuco (1), do Espírito Santo (1), de Minas Gerais (2), do Rio de Janeiro (2) e de Santa Catarina (2), totalizando 20 casos.
 
O secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson de Oliveira, explicou que dos 20 casos suspeitos,12 pessoas estiveram na Itália, dois na Alemanha e dois na Tailândia. De acordo com o secretário, a identificação rápida de casos suspeitos mostra o grau de alerta do Sistema de Saúde. “Esse padrão já reflete a velocidade que o Sistema de Saúde, incluindo unidades públicas e privadas, tiveram para se adaptar às novas definições de casos suspeitos nesses dois dias, durante o carnaval. Nosso sistema de saúde está em alerta total”, disse.
 
Wanderson explicou que o momento todo o sistema atua no trabalho de contenção para impedir a transmissão do Covid-19. “Estamos na fase de contenção, onde buscamos evitar que o vírus se espalhe. Caso se espalhe, vamos para a fase de mitigação, que é evitar casos graves e óbitos", afirmou.
 
Nessa quarta-feira, o Brasil registrou o primeiro caso de coronavírus. Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza).
 
Atendido no Hospital Israelita Albert Einstein na segunda-feira (24), o homem foi submetido a exames clínicos que apontaram a suspeita de infecção pelo vírus. Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova, confirmando a infecção.
 
Rio de Janeiro
 
O estado do Rio de Janeiro investiga cinco casos suspeitos do novo coronavírus. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou que foram identificados os sintomas compatíveis com a doença em dois pacientes na cidade do Rio, dois em Niterói, na região metropolitana, e um em Nova Iguaçu, na baixada fluminense.
 
Os dados são referentes a ontem (26), fechados às 16h, e a atualização é feita todos os dias. Segundo a secretaria, o boletim informativo do Ministério da Saúde, divulgado diariamente às 16h, é fechado com informações repassadas até as 12 horas pelos estados.
 
Segundo a secretaria, ainda não há nenhum caso de coronavírus confirmado no estado. “A população não precisa se alarmar, mas deve continuar a ter cuidados básicos de prevenção ao contágio”, disse nota enviada pela SES, reiterando que os protocolos de atendimento padronizados pelo Ministério estão sendo seguidos, bem como o plano de contingência da secretaria.
 
Plano de Contingência
 
A Secretaria de Saúde divulgou ontem (26) o plano de contingência para o novo coronavírus, elaborado após a realização de um workshop no dia 17. Participaram representantes da SES, das secretarias municipais de saúde dos 92 municípios do estado, de hospitais universitários, hospitais militares e hospitais privados.
 
No plano, disponível no site da secretaria, é destacado que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou como elevado o risco do surto de coronavírus, e que a taxa de mortalidade, em janeiro, estava em torno de 2% dos casos.
 
Os objetivos das medidas adotadas são limitar a transmissão humano a humano; identificar, isolar e cuidar dos pacientes o mais rápido possível; e divulgar informações críticas sobre riscos à sociedade, combatendo a desinformação.
 
A organização da resposta ao contágio está dividida em quatro etapas, iniciando em notificação de casos. Os níveis seguintes de ação serão acionados em caso de necessidade, caso o surto venha a se desenvolver dentro do estado e de acordo com o nível de transmissão do coronavírus entre pessoas.
 
As recomendações para evitar o contágio são:
 
- Proteger nariz e boca ao espirrar ou tossir;
- Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos;
- Lavar frequentemente as mãos, especialmente após espirrar ou tossir;
- Evitar ambientes com muita aglomeração;
- Utilizar álcool em gel nas mãos.
 
Com Agência Brasil
 


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER
COMENTE ESTE ARTIGO   LEIA COMENTÃ?RIOS (0)  

Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal Voltar a Página Principal
CONTEÚDO RELACIONADO

27-03-2020 Brasil fecha as fronteiras aereas para todos os paises
27-03-2020 Maia apela por isolamento e pede pacote integrado de açoes
27-03-2020 Governo anuncia R$ 40 bi para pagar salário na pequena empresa
26-03-2020 Maia estima que serão necessários R$400 bi para crise
26-03-2020 Senado vota segunda auxílio mensal de R$ 600,00 para os informais
26-03-2020 BC prevê que política de isolamento aprofunda risco de recessão
VEJA MAIS

27-03-2020 Brasil fecha as fronteiras aereas para todos os paises
27-03-2020 Maia apela por isolamento e pede pacote integrado de açoes
27-03-2020 Governo anuncia R$ 40 bi para pagar salário na pequena empresa
26-03-2020 Maia estima que serão necessários R$400 bi para crise
26-03-2020 Senado vota segunda auxílio mensal de R$ 600,00 para os informais

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152