Brasília, 22 de Julho de 2018
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV Câmara | TV Senado | Agendas
1

Anuncie Aqui

Juiz nega liberdade e Maluf pass o Natal na Papuda 23.12.2017

Brasília - O juiz substituto Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, negou na noite desta sexta-feira (22) um pedido de prisão domiciliar apresentado pela defesa do deputado Paulo Maluf (PP-SP). Com isso, Maluf já dormiu no presídio da Papuda, no Distrito Federal.

O pedido foi feito no último dia 19, quando o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o "imediato início" do cumprimento da pena de 7 anos e 9 meses de prisão, em regime fechado, à qual Maluf foi condenado em maio deste ano por lavagem de dinheiro.

Ao pedir que o deputado cumprisse a pena em casa, os advogados de Maluf apontaram "prejuízo à integridade física e moral" em razão da idade do parlamentar e diversos problemas de saúde – um câncer de próstata, hérnia de disco e problemas cardíacos, além de movimentos limitados.

Na decisão, de caráter provisório, Macacari negou o pedido levando em conta a estrutura de saúde oferecida pelo Centro de Detenção Provisória (CDP) do Presídio da Papuda, onde Maluf ficará preso.

O CDP informou contar com equipe de saúde multidisciplinar composta por dois clínicos, um infectologista, um psiquiatra, dois enfermeiros, três técnicos de enfermagem, um fisioterapeuta, três dentistas, dois psicólogos, um técnico de laboratório, um técnico de farmácia, um enfermeiro de vacina, um técnico de enfermagem/vacina e dois assistentes sociais, além de ambulância, leitos na rede pública de saúde, ou mesmo possibilidade de consultas ou exame na rede privada.

"Nada há nos autos até agora a indicar que a permanência do sentenciado [Maluf] no cárcere impõe maiores riscos à sua integridade física. Ao reverso, do que vi, concluo, num primeiro momento, que seu quadro clínico não demanda tratamento ou acompanhamento médico que não possa ser adequadamente prestado pelo serviço de saúde da unidade prisional", escreveu o juiz.

Transferência

Maluf, de 86 anos, foi transferido para Brasília na sexta-feira. O parlamentar estava preso em São Paulo desde quarta (20), após decisão do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo informações da Polícia Federal, Maluf será transferido entre o final da manhã e o começo da tarde.

Após chegar a Brasília, o deputado passou por exame de corpo de delito e depois foi levado para o presídio da Papuda, onde ficará em uma cela de 30 metros quadrados. A defesa de Maluf tentou recurso, mas a presidente do STF, Carmen Lúcia, negou.

Em maio, o deputado foi condenado pela primeira turma do STF a sete anos, nove meses e dez dias de prisão em regime fechado por crimes de lavagem de dinheiro. Ele também foi condenado à perda do mandato e ao pagamento de 248 dias-multa no valor de cinco vezes o salário mínimo vigente à época dos fatos, aumentada em três vezes.

Com agências 


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
VEJA MAIS

14.07.2018 STF dá 30 dias para concluir investigação sobre Aécio
13.07.2018 Alckmin fecha com PSD e tenta atrair o DEM
13.07.2018 Juiz de Natal concede liberdade a Henrique Alves
13.07.2018 Juiz do DF nega pedido de liberdade de Cunha
12.07.2018 C√Ęmara livra deputado condenado por corrup√ß√£o

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152